For reservations call: +351 213 544 073

Bollywood veio para ficar

Bollywood veio para ficar
November 21, 2017 admin

Fundada em Bombaim, em 2013, a produtora All Around Globe anda por todo o País a filmar os seus blockbusters e até já tem escritório em Lisboa

Quando Dhimant Radia chegou a Lisboa, há 17 anos, e foi trabalhar numa loja de retalho no Martim Moniz, estava longe de imaginar o que a vida ainda tinha para lhe oferecer. Além do restaurante Passage To India, que assegura a organização de casamentos indianos em Portugal, abriu também a Spice Rack, loja de especiarias no Centro Comercial Martim Moniz e agora anda às voltas para conseguir vender azeite português na Índia. Uma coisa é certa – já conquistou um lugar em Bollywood com a produtora All Around Globe, fundada em Bombaim, há quatro anos, com Jaiprakash Rengarajan, e com escritórios em Lisboa, Reino Unido, Tailândia e Suíça. Desde 2013 foram vários as produções indianas rodadas em Portugal, de uma indústria anual superior a 800 filmes. Estrearam-se com Balupu, uma história de amor com duas músicas gravadas em Lisboa e na Praia Dona Ana, em Lagos. E em Pandaga Chesko (2015) os dois sócios também fizeram uma perninha no elenco com Jaiprakash Rengarajan no papel de advogado e Dhimant Radia como dono do bowling de Cascais.

Fazer passar um autocarro, duas caravanas, dez carros e três carrinhas de nove lugares pelas ruas estreitas e sinuosas de Piódão não foi pêra doce para a produção do filme Paisa Vasool. Um verdadeiro alvoroço para os cerca de setenta habitantes da aldeia presépio da Serra do Açor. Este ano, a maior produção indiana alguma vez filmada em Portugal trouxe uma equipa de 55 pessoas, que se juntou aos 12 portugueses da ficha técnica (bailarinos e figurantes também eram nacionais). Foram 40 dias de gravações em Óbidos, Guarda, Porto, Espinho, Leiria, Lisboa, Cascais, Sintra e Nazaré, para um filme orçamentado em 700 mil euros. Às animadas coreografias de Bollywood, com guarda-roupa elegante e colorido, juntam-se cenas de ação, como um tiroteio num cemitério, cenas de pancadaria no Cabo Espichel, em Sesimbra, ou uma perseguição de carros na Ponte D. Luís, no Porto – dos sete BMW utilizados, apenas sobrou o táxi. O argumento centra-se na investigação de um inspetor indiano que está no Porto disfarçado de taxista.

Assim como os ocidentais preparam roteiros de viagens com visita a lugares de filmes e séries (lembra-se de O Sexo e A Cidade em Nova Iorque ou Comer, Rezar, Amar em Itália, Índia e Bali?), também os indianos escolhem Portugal para vir conhecer os locais de filmagens dos seus blockbusters. Na maioria das produções, há danças gravadas no Rossio, no Terreiro do Paço e no Parque das Nações, em Lisboa, mas este ano também já filmaram na Guarda, Leiria e Covilhã, em Satya Harishchandra, e em Elvas e Évora no filme de ação Aarandugula Bullet, criando assim mais pontos de interesse no roteiro turístico para os indianos que visitam Portugal – cerca de 26 mil hóspedes em 2015.

Fonte: http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2017-09-21-Bollywood-veio-para-ficar

Come and Visit Us

Book a Table